Follow by Email

domingo, 17 de março de 2013

MICO DA SEMANA

Com tantos absurdos que a gente vê por ai não sei qual o fato mais chocante da semana.
A médica dos dedinhos ( ela devia ser fã da Eliana e seus dedinhos na infância), que enganava a todos inclusive a nós contribuintes ou o motorista bizzaro que atropelou e decepou o braço de um ciclista.

Me pergunto: uma pessoa que deve ter estudado muito pra passar num vestibular concorrido, estudou duro por mais 6/7 anos, se formou em medicina, uma profissão que visa salvar vidas, curar pessoas se vende a este preço? Deus me livre de ser atendida por uma "não profissional" como estes porque não se importam com ninguém, apenas com seu bolso. Como alguém sem ética pode ser médico? Dá pra confiar que eles atendam alguém realmente se importando com aquela pessoa? eles sabem da carência de médicos que principalmente a população dependente do SUS tem e se submetem a isso? Piorando o sistema? É revoltante. Espero que eles sintam muita vergonha e que isso os levem a uma reflexão sincera e mudança de postura. Isso sempre é possível e a gente ainda crê na mudança do ser humano, apesar de tudo.


Mas nem tudo na semana foi lamentável e deprimente.
O fato acima pra mim, constrasta com a declaração do ciclista David atropelado por Alex Siwek, que disse ao SPTV desta sexta que havia perdoado o atropelador, condena o fato de Siwek ter atirado seu braço fora no Córrego Ipiranga, na região da Avenida Doutor Ricardo Jafet. “Todo mundo erra. Decidi perdoá-lo porque não adianta ter raiva da pessoa. Quanto mais raiva, mais mágoa eu vou ter dentro de mim e não vou ter chance de me recuperar. Eu perdoando vou ter a chance de ter o pensamento limpo e poder focar na minha recuperação. Isso [jogar o braço fora] é uma coisa que não se deve fazer com ninguém. É muito difícil saber que um pedaço do seu corpo não vale nada para outras pessoas”, lamentou.

Duas posturas tão diferentes face a oportunidades e fatos da vida. Que Deus abençõe o David e sua recuperação e que possamos ser mais como ele.

abraços,

Fabiana

Nenhum comentário:

Postar um comentário