Follow by Email

quinta-feira, 7 de março de 2013

Falar o que? Adianta?


Outro dia estava pensando porque escrevo no Blog. Cheguei a conclusão que, acima de tudo, escrevo pra mim mesma. Acho que escrever me ajudar a refletir e "botar pra fora" as mazelas e absurdos que tenho visto no dia a dia. 

Ontem enqunato dirigia na estrada entre Carpina e Recife ouvi no rádio a notícia sobre o assassinato da morte do Catador de recicláveis Lidivan Bastita, 30 anos.
Eu fiquei chocada!
O catador foi morto por ter  se recusado a entregar uma lavagem de cavalos, normalmente utilizada para os animais, que ele levava para casa a fim de alimentar a família. Sim, morto pelo resto de lavagem que levava pra alimentar os 5 filhos!

O filho mais velho, de 11 anos, estava presente e implorava para o pai não ser morto. Policiais disseram que, antes de morrer, Lidivan teria pedido à criança que tomasse conta das quatro irmãs. Logo após o homicídio, todos os filhos foram ao local e, desperados, choraram abraçados a uma foto do pai.

Em entrevista à rádio, representante do governo dizia que iria prestar apoio ao filhos e esposa, e que já tinha informação que eles possuem o benefício do bolsa família. Questionado sobre a violência no Estado e sobre as condições de miséria que milhares de pessoas vivem em Recife e região metropolitana, o representante disse que o governo está trabalhando arduamente e a redução da violência e melhorias sociais são realidade.

Honestamente o que tem sido feito de concreto que realmente tem trazido resultados efetivos? Vamos falar sinceramente: o bolsa família sozinho não resolve problema de distribuição de renda, dignidade.
Não digo que ele não seja necessário, porque só quem passa fome é que sabe. Mas ele sozinho não vai mudar a realidade de ninguém.
No mesmo dia vem a notícia sobre os resultados da pesquisa sobre o ensino no Estado, "De olho nas Metas 2012". Segundo os dadoss, no Estado apenas 7,7% dos alunos que cursam o 3o. ano do Ensimo Médio tem os conhecimentos adequados à série em Matemática, por exemplo. O Estado também não consegue cumprir a meta em nenhuma das disciplinas e em nenhum estapa da educação básica.

Eu queria então saber como podemos tirar a população da miséria? Dando bolsa família? O que  a sociedade tem a dizer para os 5 filhos do Sr Lidivan? Honestamente alguém acha que eles tem algum futuro diferente do pai? Eles tem chances reais de conseguir um emprego, não apenas pra sobrevivier, mas pra viver com dignidade?

Elegendo representantes como Marco Feliciano  para presidente da Comissão de Direitos Humanos e Renan Calheiros para comando do Senado estamos dando a eles, e a nós, nenhuma esperança de mudança para o futuro.

http://www.youtube.com/watch?v=lK4_YzsijTk


Falar o que? Adianta? Parece tudo um blá blá blá sem fim. Mas como falei, acho que estou falando pra mim mesma, pra eu ficar atenta e não me acostumar com esta miséria humana e achar que não adianta fazer nada. Pelo menos um pouco, que cabe a mim quero fazer. Deus tenha misericórdia de nós e daqueles que usam o Seu nome em benefício próprio engandos outros.

abraços,

Fabiana



Nenhum comentário:

Postar um comentário